volta

Voltamos. Nesse tempo passado de ausência, algumas encruzilhadas se apresentaram, como aliás deve ser a vida todo o tempo. (Ou deveria ser. Ou é e não nos damos conta.) Uma delas, ligada à “seara pública”, foi e eleição presidencial neste 2014. Vencemos. Vencemos apenas uma batalha; a guerra, esta não será vencida nunca já que desde tempos imemoriais a exploração e a mistificação fazem parte do ser humano (“demasiado humano”), logo, a luta continua. E continua contra aqueles que insistem em negar a vida às plantas, aos bichos e às gentes. Para estes, convenhamos, parece não haver saída possível. Não podemos fazer nascer uma semente no duro asfalto da esterilidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: