///////////

[EXTERNA. FINAL DO DIA. CALÇADA. OS DOIS AMIGOS SENTADOS NUM BANCO ESPERANDO ÔNIBUS. ROGÉRIO SEGURA UMA FOTO.
[Diálogo
ROGÉRIO
Olha essa foto. Vale mais que mil palavras mesmo.
MAGRELO
Cara, o que tem isso?
ROGÉRIO
Nada, claro. Acontece que essa em especial me provoca, me leva a um passado. E eu sei lá por que porra…
MAGRELO
Posso ajudar, meu caro. Você é um alienado. É o que a gente vê nos caras que admiram as coisas dos EUA. Carrões com motor V8, roquinho comercial, as louras…
ROGÉRIO
Porra nenhuma, nem louras nem rock americano, sabe que nunca gostei! Tudo bem se disser das americanas negras que cantam, mas louras não…
MAGRELO
’Tá bom, que seja: Sem Destino, motor V8, calça Levis, hambúrguer…enfim, um monte de coisas que absolutamente não têm nada que ver com nada, cara.
ROGÉRIO
Ah, nem vem, cara. O que é não tem que ver? Alienado? Alienado do quê? Lembra como vibrei com o comício das Diretas, na praça da rodoviária? E as manifestações na Praça Sete? Engoli muito gás, fugi às pressas, junto à multidão, para o estacionamento da igreja São José…enfim… Lembro até da minha torcida na quebradeira que os pedreiros fizeram: sairam quebrando tudo, do Campo do Atlético até à região da zona, diziam que era uma greve. E as dos bancários, na mesma época? Encheram a Rua Espírito Santo de policiais e seus cavalos!
MAGRELO
E daí? Então não é alienado por isso? Eu estava lá também mas não acho que minha presença tenha feito diferença. E nem guardo essas lembranças como troféus…
[Pausa
[Diálogo
ROGÉRIO
Foda-se. Quer que eu agradeça por me foder mais? Devo achar que as memórias não devem ser cultuadas?
MAGRELO
Se manca, apenas estávamos lá, só isso. E porque estávamos por estar, apenas engrossamos um cordão de bestas. Pensei depois que estava sendo manipulado dentro daquela horda…
ROGÉRIO
Que seja, já faz tempo e nem me interessa mais, foda-se.
MAGRELO
E essa foto?
ROGÉRIO
Ah, TV preto e branco, imagem de vídeo-tape, a cara do Kennedy, o Nixon, não era isso que preenchia nosso imaginário, ficava em nossas retinas? A guerra do Vietnã, os hippies, enfim, o que estava nas revistas, TVs…uma vontade de participar, de ficar nas praças…se quer saber, nem quero saber.
MAGRELO
Uai, por que?
ROGÉRIO
…coisa mais antiga…
[Pausa
[Diálogo
MAGRELO
…sabe que dia é hoje? Quinta-feira de carnaval!
ROGÉRIO
Detesto!
MAGRELO
Eu também…
[Pausa
[Diálogo
ROGÉRIO
…E nós aqui, perdidos…e essa porra de ônibus que não vem!…E esse calor…Vai à merda isso tudo, vamos andando!
MAGRELO
Pirou, cara?
[Rogério se levanta do banco gesticulando bastante. Magrelo assiste a tudo sentado.
[Diálogo
ROGÉRIO
Porra! Que merda de lugar! Caralho! Vou andando.
MAGRELO
‘Cê não tem jeito.
[Rogério sai andando. Magrelo se levanta e o acompanha mais atrás. A foto fica no banco.
[Os carros continuam passando e logo surge o ônibus. Na frente do mesmo, escrito o destino: Fort Lauderdale.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: